Notícias

JULIA KATER | COMO SE FOSSE


Imagem principal


A fotógrafa e artista plástica representada pela SIM Galeria, Júlia Kater, inaugura a exposição individualComo Se Fosse, na Caixa Cultural Brasília. Com três séries inéditas desenvolvidas em 2013 e outros dois trabalhos já expostos anteriormente, a exposição permanece em cartaz até dia 15 de março, com entrada franca. A curadoria é do crítico de arte e pesquisador de fotografia Eder Chiodetto, que é também o curador do Clube de Colecionadores de Fotografia do MAM-SP desde 2006.

A exposição em Brasília reúne as séries Como se Fosse, Encontro eÁrvores Urbanas e, de acordo com o curador, é por meio de choques e junções que a artista convida a pensar nos jogos de representação da fotografia colocados em cada uma dessas séries. “É assim que a imagem de uma cachoeira descontinuada pelo corte da câmera, da série Como se fosse, se prolonga placidamente pelo ombro de uma pessoa, criando um desenho factível, mas, ao mesmo tempo, com ares surrealistas”, ilustra. Ele afirma, ainda, que o recorte da cena promovido pela câmera fotográfica segue como foco de atenção da artista nas outras duas séries.

A exposição acontece na CAIXA Cultural Brasília, e vai até o dia 15/03/2014.



Leia na íntegra